Escola integra cultura digital ao projeto pedagógico e espera ampliar estímulo à leitura

#Arquivo_2014


A leitura é a principal base para o desenvolvimento da aprendizagem de uma criança, mas como estimular o gosto por esta prática? O desafio é enorme, principalmente para as equipes pedagógicas das escolas púbicas de ensino fundamental. Desde o começo deste semestre a Escola Municipal Marechal Ribas Júnior, conta com o projeto Escola Criativa Digital, uma iniciativa da ong Casa da Árvore – Cultura Digital e Aprendizagem Criativa por meio do programa Mais Cultura nas Escolas. O projeto traz a experiência da ong no desenvolvimento de práticas pedagógicas inovadoras e busca ampliar o número de leitores entre alunos do 1° ao 5° ano. A professora Thatyane Lorena da Silva leciona na 5° C, e ressalta a importância da escola na formação de novos leitores, “Normalmente o gosto pela leitura não é uma coisa adquirida de casa. Se não for aqui na escola, não será desenvolvido em outro lugar”.


Todas as ações do projeto Escola Criativa Digital foram desenvolvidas a partir Projeto Político Pedagógico (PPP) da unidade. “O PPP é a alma da escola e a ação da Casa da Árvore está nos ajudando a criar soluções para vários desafios que temos para implementá-lo”, comentou Carolina Machado, coordenadora pedagógica da EM Marechal Ribas. A principal ação de estímulo à leitura espontânea prevista no PPP deste ano é a Olimpíada de Leitura (OLE), um concurso que premia os alunos que mais leem ao longo do semestre. Originalmente na OLE, além do prêmio, os alunos eram estimulados pelos professores a partir da fixação de lista de sugestão de livros na biblioteca. Agora os alunos podem participar de oficinas de vídeo adaptações literárias, uma prática de produção colaborativa de conteúdo multimídia a partir de uma experiência de leitura. “O celular, o computador, as redes sociais e a linguagem multimídia são os principais meios de mediação na construção da visão de mundo das crianças de hoje, por isso buscamos criar uma relação entre as experiências em cultura digital dos alunos e a literatura”, explica o coordenador geral da Escola Criativa Digital, Aluísio Cavalcante.


Leia mais no Blog da Casa da Árvore

0 visualização0 comentário