Programa experimental aposta na qualificação de professores em projetos de cultura digital para ince

#Arquivo_2015



Não é novidade que o avanço das tecnologias de informação, comunicação e mobilidade tem transformado nossa rotina. Junto com os smartphones, redes sem fio, redes sociais e um incontável número de aplicativos, surgem novas formas de participação política e social, novas formas de expressão cultural e, sobretudo, novas possibilidades para aprender. Ao mesmo tempo surgem novas e complexas formas de exclusão social. Nesse sentido, qual são os desafios da escola para que a cultura digital encurte as diferenças sociais ao invés de alarga-las?


Em busca dessa resposta a Prefeitura Municipal de Poços de Caldas, por meio da Secretaria de Educação está implementando um programa experimental de formação de professores. Trata-se do Escola Criativa Digital, uma tecnologia social desenvolvida pela ONG Casa da Árvore, que vem auxiliando comunidades escolares de diversas regiões brasileiras a desenvolverem sua vocação para inovação em práticas pedagógicas


Em Poços de Caldas a experiência começa a ser realizada no dia 27 de abril com um grupo de professores que atuam com Ensino Fundamental I e II. O objetivo é ampliar as habilidades tecnológicas e didáticas destes profissionais para o desenvolvimento de práticas inovadoras de incentivo à leitura. “Optamos por colocar como desafio para estes professores, o desenvolvimento de um conjunto de atividades que irá explorar os autores Adélia Prado, Manoel de Barros e Clarisse Lispector, escritores tema do Concurso de Prosa e Poesia 2015, realizado pelo município”, detalhou Flávia Camargo Busatte, da Secretaria Municipal de Educação.


Leia mais no blog da Casa da Árvore.

1 visualização0 comentário