Resultado das convocatórias BHL_01 e BHL_02

Conheça as pessoas que irão participar das residências criativas do BiblioHack LAB em 2021.

Iniciamos essa jornada provocando coletivos de desenvolvedoras e desenvolvedores, além de profissionais que atuam na mediação de leitura em diferentes contextos, a criarem futuros possíveis para a leitura, o livro e as bibliotecas. Com as convocatórias BHL_01: Invenções Literárias e BHL_02: Novas Leituras, buscamos dois projetos para desenvolvimento de dispositivos portáteis e interativos de leitura, além de dez coautores para nova edição do ebook “Experiências criativas com leitores do século XXI”.


Foram quase 50 propostas recebidas, vindas de todas regiões do Brasil que foram criteriosamente analisadas pela coordenação e curadoria do programa BiblioHack LAB. Chegamos ao final desse processo com uma equipe marcada pela multidisciplinariedade das suas competências e habilidades e por integrar diferentes gerações em um mesmo desafio.


Confira o resultado!


BHL_01: Invenções Literárias

Durante os meses de abril a junho serão desenvolvidos dois protótipos de dispositivos portáteis e interativos de leitura. Os projetos selecionados e receberão suporte técnico e financeiro para o desenvolvimento do protótipo. As novas máquinas serão testadas junto à comunidade leitora da Biblioteca Mário de Andrade e terão seus projetos técnicos publicados em código aberto.


Projeto FunFic

Realizadores: Vamoss ( Carlos de Oliveira Junior e André Anastácio)

Projeto Objeto Multissensorial de Experimentação Colaborativa (OMEC*)

MudaLAB + Coletivxs ( Lara Nacht, Gui Kominami, Liliane Garcez e Luiz Henrique)


BHL_02: Novas Leituras

Durante os meses de abril a junho esse grupo receberá apoio financeiro e técnico para atuarem como coautores de nova edição do caderno Experiências criativas com leitores do século XXI”, uma publicação com sugestões de atividades para bibliotecas, escolas e outros ambientes de formação de leitores. Uma realização em parceria com a Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais.


Carolina Leopoldo Gregório

Daniela de Oliveira Correia

Isabela Melim Borges

Isadora Amaral Campos

Luciana Mendes Ferreira

Mariana Lages Vilefort

Niliane Conha de Aguiar

Paulo Vitor Cruz de Oliveira

Raphaella Alvarenga Silva de Oliveira

Thaís Campolina Martins


O BiblioHack LAB é uma tecnologia social desenvolvida pela Casa da Árvore, uma das organizações pioneiras no desenvolvimento de inovação em práticas de leituras a partir da cultura digital. É reconhecida pelo Mapa da Inovação e Criatividade na Educação Básica e foi finalista do prêmios Jabuti e IPL Retratos da Leitura. O programa conta com o patrocínio da IBM, o apoio da Cultivo Projetos e Soluções Criativas, da Secretaria da Cultura de Minas Gerais e a realização da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e do Governo Federal, através da Lei de Incentivo à Cultura.